Ubatuba estuda implantação da coleta seletiva no município

Visando o próximo contrato que contemple a implantação da coleta seletiva de lixo, a secretaria de Serviços de Infraestrutura Pública está desenvolvendo um estudo de viabilidade técnica com previsão para o final do ano.

Esta ação visa o aumento da vida útil dos aterros sanitários, economia de energia com o reaproveitamento dos subprodutos do lixo, melhoria na qualidade de vida da população, bem como, por meio de projetos de educação ambiental aumentar a conscientização preservacionista da comunidade.

“O estudo aponta para a licitação do sistema de geração integrada de resíduos sólidos que vem ao encontro dos planos municipal e nacional de resíduos sólidos, obedecendo às tendências mundiais no trato com o meio ambiente”, explicou o secretário de Serviços de Infraestrutura Pública, Pedro Tuzino.

Como funciona hoje

Hoje, o lixo é coletado bruto sem separação e transbordado até o aterro localizado na cidade de Jambeiro – que fica a 120 km de Ubatuba. O transporte é feito pela empresa terceirizada Resitec e a média de viagens por dia é de oito caminhões (quatro caminhões no período fora da temporada), que suportam até 30 toneladas.

Função social

“Além de sua importância no que tange a preservação das reservas naturais do planeta, a coleta seletiva traz consigo uma série de instrumentos de inclusão social através do aproveitamento de mão de obra de forma cooperativa”, salientou Tuzino.

Fonte: Prefeitura de Ubatuba

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: