Pesca de sardinha está suspensa devido ao defeso

Ubatuba registrou a pesca de 1.899.791,00kg de sardinha-verdadeira em 2015, Caraguá contabilizou no mesmo período 137,50kg, São Sebastião 329,50kg e Ilhabela 52.238,00kg

O período de defeso das sardinhas começou na última quarta-feira, dia 15, e segue até o dia 31 de julho. Durante essa temporada, a pesca das sardinhas fica suspensa nas regiões sul e sudeste do Brasil – o objetivo desta ação é proteger a fase em que as sardinhas jovens atingem o ciclo adulto, porém ainda estão abaixo do tamanho mínimo de captura: 17cm.

Quem for flagrado desrespeitando o defeso nesses dias poderá ser processado por crime ambiental e estará sujeito a multas cujo valor varia de acordo com a quantidade de pescado apreendida. A declaração do estoque congelado deve ser entregue à Superintendência Estadual do IBAMA mais próxima, até o dia 22 de junho de 2016.

Ainda neste mês de junho, as Áreas de Proteção Ambiental Marinhas realizarão campanhas de esclarecimento sobre o Defeso da Sardinha no litoral paulistano, voltadas para os pescadores e estabelecimentos comerciais como peixarias, restaurantes, barracas de praia, entre outros.  “O objetivo é sensibilizar toda a cadeia produtiva – desde os pescadores e comerciantes, até os consumidores – sobre a importância do defeso das espécies para a manutenção dos recursos pesqueiros”, divulgou em nota oficial a Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

A Sardinha

A sardinha-verdadeira é uma das espécies pelágicas mais importantes comercialmente no Brasil. Sua produção pesqueira anual apresenta intensas oscilações atribuídas ao efeito da sobrepesca e a fatores ambientais. Segundo o Instituto de Pesca de SP, Ubatuba registrou a pesca de 1.899.791,00kg de sardinha-verdadeira em 2015 (de janeiro a dezembro), Caraguatatuba contabilizou no mesmo período 137,50kg, São Sebastião 329,50kg e Ilhabela 52.238,00kg.

Desde 2000, quando o defeso duplo foi firmado definitivamente como medida preventiva de ordenamento desta pesca, a produção de sardinha vem aumentando. O outro período de defeso da sardinha acontece no verão, entre 1º de novembro e 15 de fevereiro. Nessa época, o defeso visa permitir a reprodução da espécie nas regiões onde ela mais ocorre. Com a suspensão da pesca durante o verão, a espécie atinge o tamanho ideal de captura.

E você, consumidor?

Para o consumidor, pouca coisa muda, visto que é possível conseguir a sardinha congelada, por preços que não devem variar muito. Para quem deseja consumir peixe fresco, sem ter que pagar mais caro, é possível substituir a sardinha pela cavalinha e a trilha, que oferecem os mesmos nutrientes da sardinha e têm preços semelhantes.

Dúvidas?

Para saber mais sobre o assunto entre em contato com a APA Marinha Litoral Norte, pelos telefones (12) 3832-1397 / (12) 3832-4725 ou e-mail apamarinhaln@fflorestal.sp.gov.br .

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: