Após sete anos de operação SAMU de Ilhabela será ampliado

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) de Ilhabela vai dobrar o número de equipes e ambulâncias. A informação da ampliação do serviço na cidade, anunciada pelo prefeito Márcio Tenório há 30 dias, foi reiterada nesta quarta (23) pelo secretário de Saúde, Marco Antônio Gênova.

O SAMU de Ilhabela, que funciona por meio de um convênio com o governo federal, pleiteou e deve receber mais duas novas Unidades de Suporte Básico, com duas novas ambulâncias, ampliando o número de equipes para poder atender de forma completa as emergências do município.

Além das novas ambulâncias, a cidade será contemplada, em breve, com uma unidade Motolância, que fará o primeiro atendimento pelo fato de conseguir chegar mais rápido que as ambulâncias. A gestão municipal também está reformando e ampliando a base de apoio do SAMU no Engenho D´Água, um investimento de cerca de R$ 140 mil de recursos municipais.

Atualmente o SAMU conta com duas equipes de suporte básico, que trabalham 24h durante os 7 dias da semana, compostas por 9 auxiliares de enfermagem e 8 condutores socorristas. Uma é mantida através de recursos do governo federal, por meio do Ministério da Saúde, e a outra é custeada em 100% pela Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Saúde.

Funcionamento

Somente de janeiro deste ano até outubro, o SAMU realizou mais de 3000 ocorrências em Ilhabela, mantendo uma média diária de 11 atendimentos por dia.  As chamadas de emergência do Litoral Norte são recebidas diretamente pela Central Reguladora, localizada em São Sebastião. A partir desta Central, é que todas as outras ambulâncias da região são acionadas, inclusive a de Ilhabela, ambas lotadas na nova base do Corpo de Bombeiros, no bairro da Barra Velha.

As chamadas para o SAMU 192, atendidas em São Sebastião, passam por uma classificação, dividindo-se entre casos: VERDE (não urgentes que podem esperar até seis horas), AMARELO (que podem esperar até duas horas); e VERMELHO (urgentes, que não podem esperar). Ou seja, existe o Protocolo de atendimento estabelecido, que a Administração Municipal tem que seguir.

Fonte: PMI

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: