Aberta temporada de pesca artesanal da tainha no Sudeste

O período de pesca artesanal da tainha em 2016 começou nesse domingo (1º) nas regiões Sul e Sudeste. Já a liberação para captura dessa espécie por embarcações motorizadas terá início em 15 de maio. A temporada para ambas modalidades vai até 31 de julho.

Nessa fase, os grandes cardumes migram para reproduzir, saindo do Rio Grande do Sul para Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

A pesca de arrasto de praia – uma das modalidades artesanais – é centenária. Nela, os pescadores lançam uma rede ao mar, às vezes com auxílio de uma canoa, para depois puxá-la com a ajuda de vários homens. A rede pode medir de 100 a 600 metros de comprimento, com altura no centro entre 6 a 20 metros e extremidades de 2 a 10 metros de altura.

Segundo o presidente da Federação dos Pescadores do Estado de Santa Catarina (Fepesc), Ivo Silva, a temporada de tainha garante a renda dos pescadores. “Historicamente, os pescadores confiam na safra de tainha. Quando há falha na safra de outras espécies, a tainha compensa e complementa a renda. Eles costumam dizer que nesse período recebem o ‘décimo-terceiro salário’”.

A pesca da tainha nas regiões Sudeste e Sul foi regulamentada pela Portaria Interministerial nº 4, de 14 de maio de 2015, pelo extinto Ministério da Pesca e Aquicultura, incorporado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento este ano.

Fonte e crédito da foto: Secretaria de Pesca e Aquicultura

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: